Locais Onde Os Animais Vivem Soltos E Felizes

11 Feb 2018 15:15
Tags

Back to list of posts

is?cubkg2nmX1VxAgi64Cd8Nd7-6vaqAqWeAu0LR8kzmy4&height=160 Em Zootopia, video da Disney que será lançado hoje, dia dezessete de março (2016), os bichos moram numa cidade habitada apenas por eles. Na existência real, os santuários de animais reproduzem esses ambientes naturais, cuidando super bem dos seus habitantes e oferecendo uma melhor peculiaridade de vida para bichos que sofreram bastante ao longo da vida.Os santuários são locais que abrigam e tratam os bichos que perderam o local em que viviam ou enfrentaram maus-tratos, dando a eles uma existência como se estivessem no próprio habitat. A ideia é deixá-los em segurança e torná-los animais felizes. Longe de serem zoológicos, os santuários neste local no Brasil não permitem visitação pública. De imediato em outros países, alguns permitem que pessoas interessadas observem os bichos de distante, interajam de forma controlada ou até passem um estágio cuidando deles, numa espécie de estágio.Conheça alguns santuários brasileiros e outros fora, que desenvolvem trabalhos bacanas com os animais. Achado em Cotia, cidade da Enorme São Paulo, o recinto recebe - por intermédio de órgãos ambientais - animais silvestres e exóticos que, de alguma forma, perderam seu habitat natural, sofreram maus-tratos ou estavam sendo vendidos de forma ilegal. Temos duzentos animais, entre leão, tigre, onça, primatas, aves, entre outros", conta Marcos Pompeu, um dos fundadores do santuário. Montado em 1991, ocupa uma área de 35 mil m2, porém inventa pros próximos anos uma modificação para um ambiente superior. Trata-se de um movimento internacional que briga pela independência e não-tortura de grandes primatas, como chimpanzés, gorilas, orangotangos e bonobos.No Brasil, existem quatro santuários afiliados ao projeto. Eles estão encontrados no Estado de São Paulo (Sorocaba, Ibiúna e Vargem Amplo Paulista) e no Paraná (São José dos Pinhais). No total, são 300 animais abrigados, a maioria vítima de maus-tratos em circos, zoológicos ou outros lugares. Só em Sorocaba, o superior dos santuários, moram cinquenta e cinco chimpanzés, além de tigres, leões e ursos. Existe desde 2008 e fica na região serrana do Rio de Janeiro.Recebe animais vítimas de violência e exploração e assim como outros que foram abandonados nas ruas. São mais de 150 bichos, como cavalos, porcos, bois, cães, coelhos, cabras, galinhas, patos, gansos, além de outros mais. No ambiente, eles são cuidados, tratados e, quando possível, reintegrados ao meio natural. O santuário ainda não existe, todavia está em método de coleta de fundos pra que possa ser instalado pela Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso.A ideia é abrigar, cuidar e cuidar de elefantes abandonados por circos ou que estejam em circunstância precária em toda a América do Sul e América Latina. Pela nova residência, eles poderão viver livres, num local natural. O santuário, que fica em Chiang Mai, pela Tailândia, é um dos mais famosos do universo.Recebe elefantes que sofreram algum tipo de dureza, foram explorados pelo turismo de animais silvestres, abandonados ou que estão em extinção. Os elefantes ficam soltos o tempo todo na reserva, como no habitat natural. O espaço também hospeda gatos, cães, búfalos, além de outros mais animais. O parque aceita visitas de um dia, 2 dias ou uma semana pra ter contato e até cuidar dos animais. É preciso fazer agendamento pelo site. Leite pra recém nascido (NAN 1 ou Nestrogeno 1) 8 Identidade em outros países M de raiz de gengibre ralada 3º passo: Comando verbal e gesto 02 "Tá Falecido…ou não tá?" Novembro de 1996Trata-se do superior santuário de ursos da Europa. Instalado em Zarnest, pela Romênia, é uma parceria da World Animal Protection e da AMP (Millions of Friends Association), e teve começo em 1995, no momento em que foram recolhidos 40 ursos que viviam em gaiolas minúsculas e condições terríveis. Hoje, abriga oitenta e três ursos e nove lobos que estavam em zoológicos precários ou participavam de atrações turísticas cruéis.Eles são tratados e vivem livremente em 75 hectares de floresta. O lugar é aberto para visitantes, porém as pessoas não interagem com os animais, somente são capazes de observá-los por uma estrada que beira a floresta e protegidos por uma cerca alta. A organização acolhe e cuida de orangotangos que perderam teu lar ou estavam sendo maltratados em locais de entretenimento ou em residências.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License