Busca Curiosa Estuda Comportamento Individual De Insetos

12 Feb 2018 14:35
Tags

Back to list of posts

is?7hjvSAijOBb2AEXxAdZ4UondKv5fbb5HPNJ_LTeKilc&height=220 Anna Dornhaus espia uma caixa de papelão com somente dois,cinco cm de lado, onde está uma "família" de mais ou menos cem formigas européias. Conhecidas como Temnos, as formigas - pintadas com cores primárias - exercem suas tarefas de transporte, coleta de alimento e cuidados com a ninhada reluzente. Ao lado das Temnos coloridas, um grão de arroz parece um tronco velho. No momento em que a tampa da colônia é levantada, um cheiro de baratas falecidas - comida de formigas - se sobressai.A calma e enorme rainha é marrom. Perto dali, estão colméias de abelhas mamangabas numa redoma de vidro, na qual cada abelha carrega um número de um a 100 numa pequena etiqueta em suas costas. Pra entender o que de fato está acontecendo em uma colônia de formigas ou abelhas, Dornhaus, professora-assistente de ecologia e biologia evolucionária da Instituição do Arizona, monitora as pequenas criaturas individualmente - desse jeito a pintura e os números. Por que novas formigas trabalhadoras relaxam e deixam o resto das trabalhadoras fazerem todo o serviço? Quem sabe a divisão do serviço - que o economista Adam Smith associou ao sucesso humano - não seja a chave do sucesso da formiga. Provavelmente, Dornhaus comentou, "as formigas vagarosas estão descansando, ou estão aguardando na reserva, no caso de alguma coisa oferecer incorreto." Ou talvez as mais lentas estejam fabricando qualquer tipo de proteção bioquímica para o ninho.Dornhaus nasceu em Colônia, Alemanha. Seu pai era físico e tua mãe uma artista. Desde os dez anos, ela queria ser uma pesquisadora de biologia. Crânio em matemática e química no colégio, ela conseguiu facilmente teu diploma em biologia na Universidade de Freiburg. De lá, ela foi pra a faculdade de Massachusetts, Amherst, pra passar um ano como intercambista.Lupa Created with SketchRemover restos de tinta descascadaAcústica de Salas - Projeto e Modelagem - Autor(a): Eric Brandão - Editora: Editora Blucherdezenove "Domine a potência da gravidade! Agarre Bubbles" A Lei da Gravidade treze de Setembro de 1989Ela trabalhou com Melinda Novak no estudo da cognição de macacos. Dornhaus voltou para a Alemanha com o intuito de encontrar um grupo de busca de jeito animal e descobriu o Departamento de Psicologia e Sociobiologia Comportamental da Escola de Wurzburg, ante liderança de Bert Hoelldobler, co-autor com E.O. Wilson, da Universidade de Harvard, do clássico "The Ants" (As formigas) e do pouco tempo atrás publicado "The Superorganism" (O superorganismo). Teu orientador de tese foi Lars Chittka, um especialista na ecologia das habilidades sensoriais e cognitivas de insetos, que estava estudando as abelhas mamangabas.Chittka - que argumentou que o grupo das mamangabas, embora altamente social, tinha hábitos sociais considerados primitivos - questionava em razão de uma mamangaba solitária, após retornar ao ninho, batia suas asas com entusiasmo e corria loucamente em círculos. Em seguida, as algumas abelhas ficavam excitadas e deixavam o ninho. Ele pediu a Dornhaus que descobrisse o que estava acontecendo.Dornhaus percebeu que as mamangabas se comunicavam de formas que lembram a dança das abelhas produtoras de mel. A idéia de que as mamangabas eram primitivas e incapazes de realizar uma comunicação complexa foi "destruída pelo serviço de Anna, publicado pela Nature ," Chittka alegou. A dança da abelha produtora de mel, cujos movimentos formam um oito - no qual a abelha retornando à colméia informa às suas companheiras onde o alimento se descobre - é uma das descobertas mais extraordinárias na comunicação animal.É o jeito mais próximo da linguagem simbólica de qualquer criatura fora os humanos. Contudo Dornhaus questionou o que as abelhas produtoras de mel concretamente conseguiam com a intercomunicação da dança. Diversos cientistas estudaram a dança, entretanto nenhum havia questionado sua função básica. As dançarinas dependem de uma plataforma de dança vertical pra saberem tua direção e direção, entretanto Dornhaus tombou novas colméias em teu local de estudo, nos campos de cultivo da Alemanha. Sem o palco apropriado, as abelhas ainda dançavam, entretanto aleatoriamente. Na primavera seguinte, Dornhaus transferiu teu estudo para os campos de tomilho, lavanda e flores selvagens da Espanha, repetindo e refinando seu experimento.Como as abelhas produtoras de mel evoluíram nos trópicos, o próximo lugar de serviço de Dornhaus foram as montanhas Nilgiri, na cordilheira dos Gates Ocidentais da Índia. Todavia as rebeldes abelhas indianas "simplesmente fizeram as malas e foram embora," ela alegou. Agricultores locais - enfrentando picadas sérias - tentaram substituí-las roubando outra colméia de uma árvore. Outra vez, as abelhas foram bem que. Dornhaus recorreu às abelhas européias, bem como usadas para a geração de mel, e essas ficaram em teu recinto. As florestas tropicais são conhecidas por tua diversidade biológica, contudo da expectativa de uma abelha produtora de mel, elas são um deserto verde, por causa de as árvores com flores ficam amplamente espaçadas.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License