Chega De Violência

16 Feb 2018 12:10
Tags

Back to list of posts

is?9vlxO8Fx4p1IMZEv_xsEjfOejSkTPPl7Qdd6BrVwY_s&height=188 O apelo é infalível. Você olha para o filhote indefeso em uma jaula apertada ou no porta-malas de um carro estacionado numa praça e não resiste. Movido pelo desejo de pegar aquele animalzinho de um recinto tão inóspito e insalubre, você acaba comprando o bichinho. E pode estar cometendo um extenso erro. Quando alguém cede a este apelo, sem saber, está alimentando a indústria de animais de estimação, cujos bastidores salientam uma análise cruel.Impulsionados pelo lucro fácil, criadores irresponsáveis multiplicam-se em feiras de shoppings, parques, praças e beiras de via e são fornecedores habituais de lojas de venda de animais de estimação. Os inconvenientes da constituição em série são diversos. As fêmeas reprodutoras, tendo como exemplo, são postas pra cruzar a cada cio e, para evitar despesas, não recebem alimentação e alojamento adequados e muito menos cuidados veterinários.Em vários casos, no momento em que perdem a experiência reprodutora, são simplesmente sacrificadas. É muito comum assim como o cruzamento de animais de mesma linhagem, o que provoca problemas de saúde hereditários. Muitos cães são forçados a atravessar toda a vida em alojamentos superlotados. Este tipo de construção provoca estresse e derruba as defesas do corpo do animal, favorecendo o aparecimento de doenças como cinomose, parvovirose e tosse dos canis, síndromes fatais com períodos de incubação de 7 dias.Comerciantes e criadores inescrupulosos apressam a venda dos animais pra que os sintomas apareçam agora sob a responsabilidade do novo dono. Quando a contrapartida ao comprador insatisfeito é inevitável, normalmente se apresenta um novo filhote, garantia típica pra produtos com "defeito de fábrica". A diferença é que, deste caso, o artefato defeituoso é um ser vivo, e o destino de um animal doente invariavelmente é o descarte, isto é, o sacrifício.Ago.2014 - Filhotes de leão branco brincam com a mãe, a leoa Nikita Jean-François/AFPSe desejar, coloque um pouco de arroz,Quarto passo pra englobar uma rotina com alimento natural para gatosTe acordar no meio da noite é praxeO sistema imunológico é mais miúdo, sendo propício a contrair doenças com mais facilidadeContudo não é sempre que as doenças se manifestam em curto tempo. A displasia, causada por um desajuste entre o osso da bacia e o da coxa, leva até 8 anos pra mostrar sintomas e é um dos males mais comuns entre raças de cachorros de extenso porte. Hereditária, a doença avança sem ser percebida e, em estágio avançado, priva o animal de movimento e provoca dores. A única forma de diagnóstico é pela radiografia, feita após o primeiro ano de vida do animal.Caso detectado a dificuldade, é recomendado que o animal pare de reproduzir e retransmitir a doença, sugestão que diversos criadores simplesmente ignoram. Cobrar das autoridades o controle desse mercado é um trabalho árduo. Sim, a nação retém legislação que proíbe a agressão com animais, todavia a negligência e os maus-tratos para com cães e ninhadas por cota dos criadores incertamente são punidos.Sem sombra de dúvida seria ótimo se os órgãos de saúde fiscalizassem o funcionamento destas fabriquetas de filhotes, vistoriassem os mercados públicos, cobrassem a licença e os atestados de saúde veterinária obrigatórios. Entretanto, como isso não ocorre de modo capaz - a multiplicação de feiras irregulares de animais está aí para atestar -, a melhor opção é adotar medidas preventivas. Algumas cidades, como por exemplo, se esforçam pra diminuir a população de cães e gatos desabrigados.Os projetos vão desde a castração até o treinamento de professores para aconselhar as gurias a serem mais responsáveis no trato e na posse de seus mascotes. Pra reverter esse período cruel da constituição e do comércio de filhotes, o papel mais produtivo é reservado aos cidadãos. Toda humanidade poderá fazer tua parte, sem depender de grandes engajamentos ou protestos.Basta não alimentar o mercado da violência. Há numerosas maneiras de fazer isso. Uma delas é examinar as condições que as lojas de animais oferecem aos bichos e buscar saber se eles são provenientes de criadores responsáveis. Vale requisitar o endereço para supervisionar pessoalmente. E ainda desta maneira é possível comparecer além.Se você deseja apadrinhar um colega peludo ou emplumado, é excelente saber que há muitos animais à espera de adoção, sob a guarda de entidades de proteção e centros de controle de zoonoses, precisando só de uma chance pra viver. Antes de apadrinhar, no entanto, tome duas atitudes acertadas: certifique-se de que o animalzinho tenha passado por uma triagem veterinária. E tenha em mente de castrá-lo através do segundo mês de existência.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License